cover-miragem-unplash-1

MIRAGEM / DISCURSOS SOBRE O FIM


MIRAGEM é uma exposição performativa sobre o fim definitivo – a extinção. Em diálogo aberto com o fim, na tentativa de o adiar/perceber/aceitar, MIRAGEM é uma ação especulativa, um laboratório de novas possibilidades de imaginação e experiência. Necessariamente oníricas, as obras apresentadas são como pedaços arrancados do inconsciente coletivo que se veem plasmadas no espaço expositivo e para as quais contribuíram autores como Dipesh Chakrabarty, Donna Haraway e Eduardo Viveiros de Castro. A exposição apresenta três instalações compostas por peças de diferentes formatos (vídeo, escultura, som), criadas por Joana Magalhães, artista e performer que trabalha sobretudo na área do teatro. O seu trabalho é caracterizado por uma forte componente plástica e por um humor lúdico. A pesquisa sobre o fim e os seus discursos e a dicotomia trabalho-lazer têm ocupado grande parte da sua produção artística. Esta exposição é um dos projetos vencedores do Criatório 2021.

TEOTWAWKI / The End Of The World As We Know It 

O ano de 2020 acabou com o zeitgeist do fim do mundo. Em 2021 o zeitgeist mantém-se - todas as revisões de fim de ano e previsões para o ano que vem parecem anunciar uma catástrofe colectiva, apoiada na crise climática, no crescimento da extrema-direita e, mais recentemente, na ameaça virológica. O futuro próximo, na escala de poucas décadas, torna-se imprevisível, senão mesmo inimaginável fora dos quadros da ficção científica ou das escatologias messiânicas.

A finitude empírica da espécie é algo que a maioria das pessoas aprendeu a admitir, pelo menos desde Darwin. Sabemos que “o mundo começou sem o homem e terminará sem ele", na frase de Lévi-Strauss. Mas quando as escalas da finitude colectiva e da finitude individual entram numa trajectória de convergência, essa verdade cognitiva torna-se subitamente uma verdade afectiva difícil de administrar. Como referem Déborah Danowski e Viveiros de Castro no seu livro Há mundo por vir - ensaio sobre os medos e os fins (2017), “uma coisa é saber teoricamente que vamos morrer, outra é receber do nosso médico a notícia de que estamos com uma doença gravíssima, com provas radiológicas à mão”. Uma agravante dessa dificuldade de pensar a catástrofe é o carácter hiperobjectivo das mudanças. “Nada na escala certa”, como observa Latour (2013), tentando caracterizar os diversos aspectos do sentimento de desconexão que nos paralisa face aos eventos actuais. Foi-nos revelado que as coisas estão a mudar, a mudar rapidamente, não para o bem da vida tal como a conhecemos. E não temos a menor ideia do que fazer a esse respeito.
O Antropoceno é o apocalipse em ambos os sentidos, etimológico e escatológico.     

CATÁLOGO "MIRAGEM" / 12€*
PACK 7 POSTAIS "MIRAGEM" / 5€*

*para encomendas, contacte-nos através de plataforma.uma@gmail.com

inside-oasis
inside-oasis
inside-oasis


7 OUT (22H-24H) // Culturgest Porto (Inauguração)
8 OUT a 27 NOV de 2022 / Terça-Domingo (13H-18H) // Entrada Gratuita

                                               ////////////////////////////

Atividades paralelas:
Performance “HAIKU EXTENDED”: Sáb. 22 OUT, 15H-19H / Bilhete: 5€

Visitas guiadas para famílias: 13, 20 e 27 NOV, 16h30 (domingos) / Bilhete: 5€ adulto; 2,5€ criança*

Visitas temáticas: Sábado, 5 NOV, 17H, Pedro Eiras / Sábado 12 NOV, 17H Fátima Vieira / Sábado, 26 NOV, 17H, Victor Moita /Entrada gratuita


Visitas guiadas para escolas:
18 OUT a 25 NOV (Terça a Sexta de manhã)

*para inscrições nas visitas guiadas, contacte-nos através de plataforma.uma@gmail.com

Conceção Joana Magalhães
Cocriação Marisa Escaleira, Stephane Alberto, Susana Paixão
Design de luz e som, Direção técnica Vasco Ferreira
Vídeo Vasco Mendes
Guias das visitas guiadas Fátima Vieira, Joana Montalverne, Pedro Eiras, Victor Moita
Direção de produção Maria Inês Marques
Produção executiva da exposição e visitas Nuno Eusébio | Pangeia - Associação Artística, Joana Sarabando
Apoio à produção Pedro Costa
Costureira Maria Costa
Apoio à construção Cristõvão Neto, José Queiroz, Mariana Fonseca, Nuno Mega
Fotografia Mafalda Lencastre
Grafismo Diana Ferreira
Acolhimento Culturgest Porto
Com o apoio do programa Criatório 2021 da Câmara Municipal do Porto.
"Furar a Neve" teve o apoio da República Portuguesa | Cultura - Programa Garantir Cultura
Apoios Plataforma UMA, Cão Danado, Comédias do Minho, Pastofo, Depósito da Marinha Grande, M. Guimarães Novais & Maia, Lda., Niepoort, Teatro Nacional São João
Agradecimentos Camila Andrade, Sara Barbosa, Patrick Hubmann, Diana Sá, Catarina Barros, Sílvio Rocha, Ricardo Lopes, Sr. Josué, Fátima Rosário

  

logos-site

 

Apresentações prévias:

Instalação 1
HAIKU /
Estreia : Abr 2019, Mala Voadora Porto
HAIKU extended (performance) /
Estreia: Dez 2020, Rivoli-TMP

Instalação 2
FURAR A NEVE /
Estreia: 19 Fev - 6 Mar 2022, Zero Box Lodge (Porto)

 

#sepultar#enterrar#morte#fim#semfim#início#princípio#extinção#apocalipse#espera#recomeçar#renomear#remediar#dooutrolado#zero#espectro#glitch

plataforma.uma@gmail.com

LOGO-verde_mini