Cura

Cura (substantivo feminino), do Latim cura,-ae: cuidado, tratamento, inquietação, o/a guardador(a)

 

Cura_cover_c-Alexandre-Marinho

©Alexandre Marinho

 “A banheira provém de uma estirpe de outras banheiras, e constitui pelos seus caracteres hereditários, uma casta distinta, como a dos saltimbancos. Sem esse privilégio selectivo, de nascença, nenhuma mulher tomaria por ofício dar banhos, passando oito ou nove horas por dia,durante quatro meses do ano, metida no mar até ao peito. Esse regime de anfíbio, aparentemente inconciliável com a natureza fisiológica de qualquer mulher, favorece em vez de prejudicar a saúde das que se lhe submetem [...] pelo olhar límpido e profundo, como o de todos aqueles em que por muito tempo se espelhou a vastidão do céu e da água, essas possantes mulheres condizem bem ao aspecto do oceano e casam-se com ele.”
Ramalho Ortigão, Álbum de Costumes Portuguezes (1888)

Cura é um projecto áudio sobre uma narrativa que atravessa diferentes gerações familiares e sobre a memória encarnada na voz. Ao longo de grande parte do século XX, em Lavadores, a sul do Porto, Gracinda curou e cuidou da sua comunidade: mulher parteira/porteira entre a vida e a morte; mulher curandeira, guardiã de um compêndio de tratamentos e de um cancioneiro de orações; mulher banheira, resgatando o que o mar teimava em levar. Cura são as histórias de Gracinda, as memórias de Elvira, as vozes de várias mulheres. 

 

Um projecto de Maria Inês Marques

Special Guest Elvira Praça 

Música original Michael Costagliola

Edição de som Pedro Escobar

Participação especial Joana Magalhães, Mafalda Lencastre


#cavar#dig#profundezas#desconhecido#parto#espectro#útero#memória#vórtice#repetir#morte#boca

 

EP. 1 - AVISTAMENTOS DE UMA CIRCE

EP. 2 - A MULHER ANFÍBIO

Gracinda teve uma vida extraordinária. Acompanhou quase todo o século XX português, cuidou da sua comunidade, teve nove filhos, mil e um trabalhos, e enfrentou coisas que a maior parte de nós nem imagina que existem. Com as suas histórias e palavras, marcou a memória da neta, Elvira. Nunca o soube, mas marcou a minha também.

Texto, narração e montagem: Maria Inês Marques; Histórias e voz: Elvira Praça; Música original: Michael Costagliola; Edição de som: Pedro Escobar.

Trabalho, trabalho e mais trabalho. Mar, mar e mais mar. Carregou barcos a vapor, foi banheira, apanhou destroços e resgatou afogados. Gracinda manteve desde cedo uma relação umbilical com a água. Fotografias, memórias, antagonistas e histórias dignas de filme foram o mote para a nossa viagem neste segundo episódio de “Cura.”

Texto, narração e montagem: Maria Inês Marques; Histórias e voz: Elvira Praça; Música original: Michael Costagliola; Edição de som: Pedro Escobar; Participação especial: Joana Magalhães e Mafalda Lencastre. 

inside-oasis
inside-oasis
inside-oasis

plataforma.uma@gmail.com

LOGO-verde_mini