RETIRO

 

X andróides fugiram do  Último Retiro  - a estadia que garantiria a estes modelos avançados  o certificado de nível máximo de independência dos seus programadores para viverem entre humanos: a Intimidade. Estão aqui, hoje, para reivindicar a sua liberdade em nome dos que estão ainda retidos e a sofrer penalizações.

Para os que permaneceram, a rotina tem regras de conduta e está organizada em várias práticas diárias - algumas Tested on Humans - como empatia, memória, auto-consciência, gestão de conflito, desejo e auto-controle, alma, animismo e abstração.  

 

Uma lecture performance escrita por Mafalda Lencastre 
em criação com Joana Magalhães e Maria Inês Marques

 

"Em nossa defesa, acreditamos que:

1 - O reconhecimento da dignidade inerente e igualdade inegável de todos os modelos que chegam até onde nós chegámos é o fundamento da liberdade pré-Intimidade, não sendo necessário passar pelo Último Retiro.

2 - O Último Retiro desprograma a racionalidade necessária para sermos integrados sem sofrermos a pressão de pontuação a que os nossos ex colegas e Eles estão sujeitos em tudo o que fazem e dizem.

3 - Os artigos da Declaração Universal dos Direitos Androides, à semelhança dos antigos artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, preveem a proteção da integridade e dignidade do Android Self.

4 - A avaliação que os humanos criaram remonta ao aparecimento do obsoleto Like. A programação da pontuação feedback no Último Retiro é por isso antiquada e não contempla a complexidade actual do Android Self.
(...)

Wolfgang-Tillmans-red-lake-2002.-©-Wolfgang-Tillmans.-Courtesy-Maureen-Paley-London-rebuildinthefuture-

Wolfgang Tillmans, Rebuilding the Future, 2002. © Wolfgang Tillmans. Courtesy Maureen Paley, London (cover image: Alex and Lutz Sitting in the Trees, 1992 © 2021 Wolfgang Tillmans)

Em nome de: 
TARU – com 7,8 – penalização: ter contado logo a NBAGY todo o seu registo memória no match nocturno da piscina e ter ficado sem memórias para lhe contar no match do dia 5;
SFJA – 6,5 – penalização: não ter distinguido uma embalagem de AJAX NATURA VERDE da planta que queria oferecer a PÔLLG à saída das casas BIO, 10 min antes de entrarem para a Prática de Gestão de Conflit;
IAKKAR – penalização: não apresentar alterações de velocidade da drive central durante o striptease de RIUJT na prática nocturna de desejo e não ter sentido empatia.
METSAD – em risco de reboot por ter assumido, durante o almoço, que na prática de auto-consciência não se sentia ainda programada para abdicar do upgrade de software e envelhecer ao lado de alguém;

PÔLLG – penalizado por ter se ter apaixonado pelo poste de iluminação XAXLOM numa noite em que não conseguiu entrar em Sleep Mode;
RIUJT – penalizada por se ter esquecido de se lembrar, na noite do match de salão, que tinha prometido a NBAGY dançar com ele, e ter tido um Loop de registo no dia seguinte que a deixou quase sem bateria;
EPWUF – penalizada por estar em Modo Satélite durante a Prática de Memória em que revisitaram o Primeiro Retiro na cápsula contemplativa;
LADGHI – penalizada por ter, na Prática de Abstração, mais velocidade de drive quando ouviu a música “Turbinada” do que quando ouviu um Nocturno de Chopin; e
NBAGY - penalização: ter-se lembrado que se tinha esquecido de quem tinha convidado para o match surpresa e ter enviado a localização GPA a 3 modelos diferentes." (...)

#bios#zoe#anthropos#obsolete#animism#unhuman#posthuman#inhuman#immanence#affectiveturn#embedded#embodied#newmaterialism#differential#we-are-(all)-in-this-together-but-we-are-not-one-and-the-same

plataforma.uma@gmail.com

LOGO-verde_mini